Mês fecha com alto índice de violência em Parauapebas

O final de semana em Parauapebas foi tristemente marcado por oito mortes violentas, sendo cinco delas por assassinato, uma por suicídio, outra por descarga elétrica e a outra por atropelamento. As vítimas são Elizeu Gonçalves de Oliveira (suicídio); José Santana Ferreira (descara elétrica); Isac Gonçalves de Oliveira (atropelamento); Antonio Damasceno de Souza, Domingos Vieira da Silva, Rafael de Oliveira Castro, Thiago de Oliveira Costa e Jardel de Souza Castro, que foram sumariamente executados. Ouvido pela reportagem, o delegado plantonista Thiago Carneiro explicou que Antonio Damasceno foi encontrado morto por volta das 21h20 de sábado (24), amordaçado com um lençol, de bruços e só de cueca, na cama do quarto onde ele morava, nas proximidades do estádio de futebol Rosenão, no Bairro Liberdade. Segundo a polícia, há fortes evidências de que a vítima tenha sido assassinada por dois elementos. Damasceno chegou a ser visto horas antes do crime na companhia de três rapazes se divertindo numa casa noturna localizada próximo do local onde morava. “Tomamos conhecimento que Antonio Damasceno era homossexual”, informou o delegado. Com relação à morte de Thiago de Oliveira, a autoridade policial informou que o mesmo foi assassinado com sete disparos de arma de fogo por volta das 20 horas de sábado (24), na invasão do Bairro dos Minérios. Sobre este crime, o delegado Thiago Carneiro sustenta ter apurado que a vítima era usuária de droga e por este motivo possuía algumas rixas com viciados e traficantes de entorpecente, além de relacionamento amoroso bastante conturbado. Já Rafael de Oliveira, de acordo com José Coelho Castro, pai da vítima, foi executado na madrugada de domingo (25), no Bairro Bela Vista II, com disparos de arma de fogo. “Não sei os motivos que levaram meu filho à morte. Ele saiu de casa no início da noite, não retornou e pela manhã tomei conhecido que ele tinha sido assassinado”, explica José Coelho, que mora em Jacundá e estava há duas semanas em Parauapebas visitando o filho. Com relação à morte de Domingos Vieira, vítima de pauladas, o delegado informa que as agressões foram feitas na última sexta-feira (23), mas ele só veio a óbito na manhã desta segunda-feira (2), no Bairro Novo Brasil. Por fim, o suicídio praticado por Elizeu Gonçalves, cujo corpo foi localizado sem vida na manhã de domingo (25), aconteceu no Bairro Primavera. Delegado Thiago Carneiro assegura que a Polícia Civil está investigando as circunstâncias das seis mortes registradas no final de semana.

(Vela Preta/Waldyr Silva)

Notícia Publicada em: 29/05/2014